Os óculos vencem de ano em ano?

MEIO MITO, MEIO VERDADE! As lentes corretivas não são como alimentos ou medicamentos que podem fazer mal depois de expirado o prazo de validade. No entanto, as lentes de óculos sofrem alterações físicas, com o seu uso e desgaste, além dos olhos necessitarem de exames periódicos para assegurarem uma saúde preventiva. É prudente realizar exames oftalmológicos semestralmente, em crianças e adolescentes já usuários de correção visual, e anualmente, nos adultos, seja ou não usuário de óculos, e nas demais crianças e adolescentes.

Comer muita cenoura pode me fazer enxergar melhor e deixar de usar óculos?

MITO! A vitamina A, na qual a cenoura é rica, tem importância no metabolismo dos fotorreceptores oculares e assim na visão. Mas apenas uma desnutrição grave com carência extrema de vitamina A poderia resultar em repercussões visuais como a cegueira noturna; e a cenoura não é sua única fonte na alimentação. Por outro lado, não é comum vermos coelhos de óculos por aí!

Se usar demais os óculos o grau aumenta e vicia?

MITO!

Se não usar os óculos você vai acabar com um fundo de garrafa no rosto?

MITO! Respondendo às duas afirmações anteriores, os óculos não modificam os olhos como estrutura, apenas alteram as imagens por eles percebidas. Portanto, usar não vicia ou faz aumentar ou diminuir o grau refrativo. Ocorre que, como as imagens estão mais nítidas e não há esforço visual, há mais conforto e assim estabelece-se a necessidade, não o vício, do uso da correção visual mais constantemente. Outro aspecto a ser comentado é que em crianças com erros refrativos importantes a ausência de correção visual, com óculos, poderá comprometer o desenvolvimento normal da visão, chamada AMBLIOPIA, irreversível se descoberta tardiamente.

Ler no escuro faz mal?

MITO! Apenas reduz a velocidade de leitura e a capacidade de atenção, diminuindo naturalmente o interesse pela atividade e desencadeando sono.

Assistir TV de perto ou deitado prejudica os olhos?

MITO! Não há prejuízo, mas pode causar desconforto e sonolência por exigir um esforço maior para focar as imagens e manter o paralelismo ocular com o intuito de distinguir as imagens em sua percepção correta.

Bordar, costurar ou trabalhar muito no computador estraga os olhos?

MITO! O uso da visão não gasta os olhos, mas o envelhecimento do corpo e consequentemente das estruturas oculares causam progressiva dificuldade na visão, principalmente de perto, após os 40 anos de idade.

Meu filho tem estrabismo, mas vou esperar até os seis anos para ver se conserta sozinho?

MITO! Estrabismo deve ser investigado e tratado o mais precocemente possível, assim que percebido, para que seja diagnosticada a sua causa e evitada a perda definitiva da visão ou o prejuízo no desenvolvimento visual e social. Estrabismo que “consertou sozinho” provavelmente não era estrabismo ou ainda requer tratamento.

Ler muito pode desenvolver miopia?

MITO! Não há comprovação científica para tanto. Parece que o raciocínio é o inverso, ou seja, os míopes têm maior interesse pelas atividades de perto, incluindo a leitura, se comparados a indivíduos hipermétropes.

Se fizer exercícios com os olhos nunca precisarei usar óculos?

MITO! O envelhecimento do nosso corpo e a manifestação de características herdadas geneticamente são inevitáveis pela prática de exercícios. São esses os dois principais fatores que determinam a necessidade do uso de lentes corretivas.

Se você tiver dor nos olhos deve ter glaucoma?

MITO! Glaucoma não causa dor ou qualquer outro sintoma significativo nos primeiros anos da doença, salvo em casos de crise aguda com súbito aumento da pressão intraocular. A única forma de prevenção é o exame oftalmológico anual, principalmente em pessoas com história familiar da doença.

Se você não operar da catarata vai ficar cego?

MEIA VERDADE! A cegueira causada pela catarata é uma doença tratável e reversível pela cirurgia, mesmo depois de já instalada. Melhor seria dizer que a catarata produz uma perda visual, ou da qualidade visual, progressiva e que após um tempo causará cegueira se não for tratada. Vale ressaltar que nos casos de catarata congênita e infantil o tratamento cirúrgico deve, em geral, ser prontamente estabelecido no intuito de reduzir suas consequências nefastas sobre o amadurecimento visual da criança.

Catarata é hereditário?

MEIO MITO, MEIO VERDADE! A catarata congênita sim, pode ser hereditária. A catarata senil não, faz parte do processo normal de senilidade ocular. No entanto, a velocidade de envelhecimento e assim a idade em que a opacificação da lente do olho, o cristalino, será significativa pode depender de características hereditárias.

Ler dentro do carro em movimento descola a retina?

MITO! Pode causar mal estar, mas não descola a retina.

Colírio sempre faz bem?

MITO! Colírio é apenas mais uma forma de apresentação de uma medicação, assim com comprimido ou xarope e, como toda medicação, tem indicações e contraindicações específicas, devendo ser usado apenas se prescrito por um médico.

Usar óculos de outra pessoa faz mal?

VERDADE! Os óculos são um utensílio individual e intransferível, assim como escova de dente e dentadura. Cada pessoa deve ter e usar apenas os seus. São confeccionados seguindo uma receita médica com um propósito e medidas personalizadas. Por isso usar óculos comprados prontos em feiras ou no comércio em geral, bem como óculos de outras pessoas pode causar dores de cabeça, tonturas, enjoo e fadiga.

Olhar para o Sol cega?

VERDADE! Olhar diretamente para o Sol ofusca a visão e se a exposição for prolongada pode causar lesão irreversível da retina. Vale lembrar que os faixos de laser artístico utilizados em shows também podem causar lesão definitiva na retina se forem mirados diretamente nos olhos.

Guardar os óculos dentro do carro pode estragá-los?

VERDADE! Como os tratamentos aplicados às lentes corretivas dos óculos – antirreflexo, antiUV, fotossensível, colorações – são termossensíveis, submeter tais lentes às altas temperaturas do interior de um carro estacionado ao Sol pode deteriorar e inutilizar os óculos.

Meu filho entortou os olhos, por que tinha um abajur ao lado do berço e ele dormia olhando para lá?

MITO! Assim como pegar vento com corpo quente, olhar para o móbile no berço, ter feito fototerapia para tratamento de icterícia neonatal, ter tido congestão depois de comer feijoada, olhar para a luz de um abajur ou de uma vela não são causas reconhecidas de estrabismo.

Depois de pegar um vento, doutor, meu filho teve uma dor de cabeça forte e entortou os olhos?

MEIA VERDADE! A forte dor de cabeça pode ter alguma relação com o início do desvio ocular; o vento entrou de Pilatos no Credo. Em crianças maiores de 5 ou 6 anos de idade, adolescentes e adultos qualquer ocorrência de estrabismo tem, como provável causa, processo expansivo intracraniano inflamatório, vascular, tumoral, infeccioso ou traumático e, portanto, deve ter estas etiologias exaustivamente pesquisadas e excluídas antes de ser tratada a conseqüência, que é o estrabismo. Além disso, outras patologias graves podem cursar com perda do paralelismo ocular como doenças da tireóide, patologias musculares – Miastenia gravis, doenças da retina ou que comprometam a qualidade da visão, etc.

 

fonte: Visão Institutos

Categories: Uncategorized

Comentários no Facebook

  • Deixe seu comentário

    Nome (*)

    E-mail (*)

    Fone (*)

    Assunto

    Sua mensagem